Para muitas pessoas a convivência com a sogra não é nada fácil! Sempre cheio de rixas e estresse! Por outro lado, outras pessoas possuem uma intimidade super saudável com a sogra e a tem como uma segunda mãe. E não pense que esses problemas se resumem às mulheres! Alguns homens também possuem conflitos com a sogra.

Como conviver com a sogra: limites

As pessoas, em geral, não conseguem reconhecer os limites de suas relações, seja a sogra ou o próprio genro/nora. Invadem a vida do “outro” mais que o necessário, o que provoca muitos problemas de relacionamentos. As pessoas (sogra e nora/genro) precisam limitar a sua presença no cotidiano do outro e ter de forma clara até aonde vai a sua relação com o “outro”.

As sogras em muitos casos acham que possuem todos os direitos para invadir o relacionamento de seus filhos e intrometer.  Não é nada agradável ter qualquer pessoa intrometendo na vida de ninguém. Como driblar os problemas com sogra? Quais os segredos das pessoas que convivem bem com a sogra?

Veja algumas dicas para você conviver super bem com sua sogrinha!

Problemas com sogra

Sua sogra pode cobrar tanto de você quanto do seu marido. Lembre sempre disso quando achar que ela só pega pesado com você, pois seu marido deve sofrer igual! (Foto: moms.ae)

Dicas para lidar com sogras: nunca entre em competição com sua sogra

Lembre-se! De certa maneira, a família pesa mais em uma balança. Isso não significa que a sogra é mais importante que você, mas ela provavelmente, conviveu com o filho(a) muito mais que qualquer pessoa.

Como conviver com a sogra: intimidade com ressalvas

A intimidade do casal deve ser preservada acima de tudo. Se você dá intimidade, também concede liberdade para que ela entre em sua vida. Reserve-se e seja discreto com relação ao seu cotidiano (seja o filho, genro/nora). Não dê espaço para que ela entre demais na vida do casal.

Dê atenção à sua sogra

Esse é um importante item para você mudar o seu convívio com sua sogra. Costume recebê-la da melhor forma possível, com respeito, educação e afeto. Com um tempo, isso pode mudar e fazer com que ela lhe veja com outros olhos e até melhore a convivência entre vocês.

Deixe a sogra falar por um ouvido e sair pelo outro

Algumas sogras têm a mania de falar o que e como tudo deve ser feito na vida do casal. Ou seja, intrometer em tudo. Deixe que fale até babar! Você não precisa fazer absolutamente nada do que ela diz. Não a confronte! Concorde no momento, mas depois faça do seu jeito! No final é o casal organiza a sua vida! Não ela! Lembre-se disso!

Não peça o(a) filho(a) para escolher entre a mãe dele e você

Não dá para escolher entre a sogra ou a pessoa que você está. Obviamente, ninguém precisa escolher entre um ou outro, pois são relacionamentos totalmente distintos. Isso é muito infantil. Por isso, nem pense em tentar afastar o filho (ou filha) da mãe (sua sogra). Isso nunca funciona!

Faça agrados para sua sogra, especialmente em datas comemorativas (aniversário, natal e afins)

Quem não gosta de um agrado? Todos gostam! Ás vezes compre ou faça algo que sabe que ela possa gostar. Pode ser um vaso ou ramalhete de flores, um passeio em família, sair pra almoçar ou jantar fora, presentear com bombons. Claro que isso a deixa feliz! Pequenos gestos mudam muita coisa!

Faça visitas a ela e a convide para visitá-la(o)

Nem pense em sumir da casa da sua sogra! Faça visitas para sua sogra, seja para almoçar ou simplesmente vê-la. Além disso, chame sua sogra para visitar a casa do casal também. Embora possa ser um grande desgaste, é muito importante para que ela se sinta aceita, incluída, parte da vida do (a) filho (a). Com certeza também é muito importante para o filho(a). Não precisa ser frequentemente!

Sogra difícil? Finja não se importar

Se sua sogra falar coisas que lhe ofenda, que lhe deixe irritada(o) ou que faça você ficar triste, tente parecer que não está ligando para isso. Não mude seu semblante para ar de “raiva” ou qualquer outra coisa! Sorria e tenha jogo de cintura! No decorrer do tempo, ela desiste. E mesmo se isso não acontecer, você vai se acostumar a lidar com isso de uma maneira tão leve que realmente não vai se importar com nada disso!

Gente, esse papo rendeu tanto que escrevi outro post sobre essa temática. Leia também: Os segredos de um relacionamento saudável com a sogra (clique).

Agora eu quero saber! Qual é o sua dica para conviver bem com a sogra? Quero ouvir a sua experiência. Deixe a sua dica particular!

55 comentários para “Dicas rápidas para convivência com Sogra”

  1. Mauro

    Quando uma sogra se intromete numa relação ao ponto de agredir o genro é chatíssimo.

    Responder
  2. Nina

    No meu caso a sogra vive em minha casa a 7 anos e falou mal de mim pelas costas dentro de minha casa com pessoas minhas amigas! Está difícil! Minha rotina toda foi afetada com a sua presença e as suas intromissões frequentemente acontecem! Meu casamento mudou devido a isto!

    Responder
    • Rita

      Nem me fale já não aguento mais e meu esposo é filho único e ela já está bem idosa não tem onde ficar a não ser morar conosco, mudou totalmente minha vida, qdo conversamos ela abaixa o volume da TV pra ouvir nossa conversa agora entro muda e saio calada.

      Responder
  3. Kevya

    A minha mãe gosta de uma pessoa é ele e legal pra mim e pra ela. Eles já tem uma filha ela tem 1 mês e 7 dias, só que a minha avó tem raiva dele, ela vive dizendo pra minha mãe se afastar dele só. A gente está pensando em sair da casa dela só que ela disse que se agente for tem que levar ela
    Gente por favor o que eu faço?

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Querida Kevya,

      Essa é realmente uma situação muito delicada.

      Vocês precisam ser sinceros com ela (vó). Ou seja, sentar para uma conversa séria (sem brigar, discutir, gritos) e falar com ela que não importa se ela gosta ou não do companheiro da sua mãe, foi ele quem ela escolheu para estar junto com ela e que ela precisa aprender a respeitá-lo. Digam que se ela não mudar, infelizmente vocês terão que mudar de lá porque a situação vai ficar insustentável para vocês. Vocês querem paz e harmonia na família. Dê um tempo depois dessa conversa para ver como as coisas desenrolam. Se não houver harmonia entre vocês, o melhor é vocês tomarem a decisão que já estavam pensando – mudar. Sobre levá-la, ninguém é obrigado fazer isso. Vocês sabem disso. Ninguém é obrigado a fazer nada, mesmo que ela ameace. Talvez dando tempo ao tempo as coisas melhoram.

      Espero que tudo dê certo! Boa sorte e felicidades!

      Mulher Digital.

      Responder
  4. Ana Clara

    Minha sogra é uma louca, vive se metendo em meu casamento e tentando me colocar contra meu marido, não vou a casa dela e nem falo com ela ao telefone, evito desgastes porque ela é uma cobra louca.

    Responder
    • Cibele

      Entendo
      Kkkkk será que é da mesma espécie Que a minha?

      Responder
      • Mayara

        Muito interessante

      • Fernanda

        Também tem entendo… Sei bem o que é isso!

        Também não vou na minha sogra, não ligo, trabalho o dia todo, fico na minha e diariamente, tem mensagens dela no celular do meu marido… Perguntando o que estamos fazendo, se eu fiz comida, o que compramos e por ai vai… É Horrivel isso… E detalhe… Fui reclamar para meu marido, e ainda sai como errada… Agora ele tem senha no celular, para que eu não veja as mensagens dela! Estou cansada… Meu casamento esta acabando por conta disso!

    • Roberta

      Bem complicado isso, vivo a mesma coisa! Tenta ignorar é a melhor solução… No meu caso está funcionando.

      Responder
  5. Cassia

    Meu grande problema é minha mãe… Eu namoro um rapaz que tem todas as qualidades possíveis, só que minha mãe cismou que há algo de errado com ele e quer barrar meu namoro… O “homem ideal” para mim, segundo ela, é meu ex namorado… Ela até liga para ele, chama-o de “genrinho querido” e tudo mais e o cara acaba me perseguindo porque ela pede…
    Com meu ex eu tive uma conversa sincera, e ele me deu paz, já com a minha mãe até a convivência dentro de casa está sendo difícil… Não sei mais o que fazer… Já minha sogra me trata como filha! As vezes até melhor do que minha própria mãe =\
    Não sei o que fazer para que minha mãe enxergue que estou feliz e que ele e até a família dele me fazem bem… Espero respostas… Abs!

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Cássia,

      Que situação delicada a sua.
      Sabe o que é o problema? Muitos pais acostumam com os namorados, tomam amor e quando terminamos, ficam sentidas como se o namoro fossem deles. As pessoas criam expectativas em cima do outro. No caso, sua mãe criou expectativas em cima de você, do seu antigo namoro. Realmente ela está errada de agir dessa forma. Porque, afinal de contas, o seu relacionamento é a sua vida, não a dela.

      Primeiramente, acho que você precisa ter uam conversa séria (numa boa) dizendo que não quer mais que ela chame o seu ex de genro porque ele não é mais seu namorado. Dizer para ela que essa é a sua vida e que é você quem decide com quem vai se relacionar e que, embora ela não goste do seu namorado, é preciso respeitar você e ele. Não é fácil iniciar uma conversa dessa. Mas é preciso colocar a sua mãe no lugar dela – de mãe mesmo. E não de outra coisa. Tentar se manter mais reservada com seu relacionamento e, talvez, por um período evitar que seu namorado frequente a sua casa pode ajudar. Acredito que quando ela ver que ele não vai tanto mais na casa dela e que você frequenta bastante a casa da sua sogra, talvez ela note que há algo errado com ela e tente ser mais flexível.

      Você própria tem que ir encontrando os meios de fazer isso tudo funcionar, já que é você quem mais conhece a sua mãe.

      Querida, espero tê-la ajudado! Vai com calma e tenta manter um diálogo.

      Beijoconas.

      Mulher Digital.

      Responder
    • Lisa

      Eu passava pelo mesmo problema que você. Minha mãe não aceitava meu namoro e minha sogra parecia um anjo… Só que não se engane no acabei de ficar sambando da ultima vez que terminei que minha sogra não era a favor do meu namoro com o filho dela. Então resumindo eu prefiro que minha seja contra do que minha sogra e outra sogra e uma pessoa mas falsa que existe credo credo pelo menos a minha eh muito falsa

      Responder
  6. Giulia

    Tenho um grande problema também…
    Minha mãe não vai com a cara do meu marido de jeito nehnhum, se intromete muito e não sei oque fazer.Ela diz que ele é psicopata, muito ciumento e por ai vai.!
    Ela se acha no direito de dizer como eu tenho que cuidar dos meus filhos…Nossa qdo ela coloca uma coisa na cabeça então ngm segura, fica me atormentando muito.
    Eu não sei oq fazer p/ minha mãe ver…q todos temos defeitos…é claro que a vida não é um mar de rosas, uma hr a gente BRIGA!

    Se puder me dar respostas agradeço =]

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Giulia, querida,

      Pelo que você relata, sua mãe está sempre entrando na sua vida e sendo bastante invasiva. Por mais que ela seja sua mãe, ela só vai até onde você deixar. Se ela está intrometendo em sua vida, dando palpites na sua vida e dizendo como você deve cuidar de seus filhos, de certa maneira, é porque você está permitindo esse tipo de comportamento. Quero que responda para si mesmo a pergunta: o que você faz para a sua mãe não dar palpite na sua vida, não intrometer?

      Não é fácil, eu sei, mas você terá que colocar ela no seu lugar: apenas o lugar de mãe. Ela não é mãe dos seus filhos, não é seu marido. Você precisa tentar expressar de alguma forma para ela, sem brigar que agora essa é a sua família e que vocês que precisam criar maneiras de resolver, de viver, de se reproduzir socialmente. Ela faz parte da família, mas o papel dela na sua família é limitado.

      Quanto ao seu marido, quando ela implicar, diga calmamente para ela que é essa a pessoa que você escolheu para estar com você, com todos os defeitos e que ela não pode se envolver nisso, porque isso é a sua vida. Ela não pode querer que a sua vida seja regida pelo que ela quer. A vida dela é outra. É Preciso aprender a separar isso, tanto para ela, quanto para você (que precisa dar limites). Certamente é difícil lidar com essa situação, mas com o tempo, calma e paciência, você conseguirá ter paz. Não desista de ter o seu espaço e de procurar caminhos que lhe faça bem!

      Espero tê-la ajudado, lindona!

      Beijoconas.

      Mulher Digital.

      Responder
  7. Maiara

    Estou namorando a 6 meses minha sogra é uma coisa na frente do meu namorado e quando estamos só nós duas é totalmente diferente. Consegui um emprego no meu trabalho para ela, como tenho um cargo mais alto que o dela pois eu trabalho nos escritorios e ela na produção ela fica me mandando comprar coisas para a casa dela isso que eu nem moro lá, no aniversario dala comprei um jogo de toalhas lindos e uma caixa de bonbons, ela disse na empresa que não iria comer um bombom por que tava envenenado falei para ela que que se fosse para fazer efeito daria a caixa toda envenenada dessa vez estavamos brincando, nem contei para o meu namorado, minha amiga contou e ele brigou com ela e ela falou para todos que eu tava tentando afastar os dois nada a ver, agora eles brigaram por uma reforma na casa dela e ele mandou ela parar de se meter pois era ele que iria pagar e a reforma era no quarto dele, novamente ela disse que a culpa era minha na frente da dona da empresa que eu era uma inutil, sendo que quando vou lá ajudo ela limpar a casa e tudo ela diz que eu não faço nada, por que a minha casa tem uma diarista ela disse que queria que eu pagasse para ela também ela acha que meu dinheiro da em arvore chego a trabalhar 12 horas por dia faço faculdade, ja nem vou mais lá para não me extressar e quando vou fico umas 3 ou 4 horas e volto. Descobriram na empresa que o namorado dela é casado e ela diz que a culpa é minha que contei ve se pode.
    Pesso que me ajude pois ja não sei o que fazer

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Querida Maiara,

      Realmente você apresenta várias questões sérias sobre a sua sogra, mas você também apresenta muitos erros em sua relação com ela. Primeiro: por que você arranjou um emprego para a sua sogra no seu trabalho? Você poderá responder que não sabia que ela era assim… Damos indicação de trabalho em nossos empregos só quando conhecemos bem a pessoa, sabemos que é confiável e competente. Você não conhecia bem a sua sogra nesse tempo para saber como ela é. Penso que esse foi um erro seu. Mas como não tem mais jeito, você vai precisar aprender a lidar com isso.

      Segundo: você precisa colocar limites na sua relação com sua sogra no seu trabalho. Não dê ouvidos a ela e nem se preocupe com o que ela está dizendo. Continue a fazer o seu trabalho bem feito, com profissionalismo e a coloque no lugar dela. Quando ela vier falar algo pessoal para você, diga a ela que está no trabalho e que esse local gosta de manter as relações bem profissionais, sem misturar as coisas. Não se importe e nem fique querendo saber o que os outros estão dizendo sobre ela ou sobre você. Afinal de contas, isso é um desgaste muito grande de energia.

      Terceiro: sobre as brigas do seu namorado com a sua sogra, tente se manter de fora e dê sua opinião apenas se seu namorado solicitar. Não se envolva tanto nisso e não frequente tanto a casa da sua sogra. Você mesmo relata que não se sente bem lá, não possui liberdade. Sem falar que proximidade gera intimidade. Você não precisa ficar indo lá para ajudar ela arrumar casa. Cada um se “vira” com os seus problemas.

      Quarto: aprenda a responder a sua sogra e a colocar no lugar dela. Não estou dizendo para ser sem educação com ela. Porque isso pode piorar a situação. Mas, quando ela falar para você comprar algo para a casa dela, diga brincando que não mora lá e que não possui obrigação de comprar nada. Quando souber que ela disse algo de você na empresa, chegue até ela e pergunte se determinada coisa foi dita. Independente do que ela responder, diga a ela que não quer mais que esse tipo de coisa aconteça porque você não gosta de “conversa atravessada” e não gosta de misturar suas relações profissionais. Penso que, aos poucos, você precisa ir dizendo “coisas” e a colocando em seu lugar, mas sem ser sem educação.

      O que vejo pelo seu relato é que você não consegue limitar o lugar dela e o seu lugar. Você deixa que ela seja invasiva em sua vida. As pessoas somente invadem a nossa vida se nós permitimos. Se não houver proximidade, intimidade, não existe como uma pessoa intrometer tanto na nossa vida. Por isso, aprenda a limitar as coisas.

      Espero que a sua situação melhore com o tempo. Depois me conte como está lidando com isso tudo.

      Mulher Digital.

      Responder
  8. Janaina

    A minha sogra ate que é boazinha. Mas ela me irrita é separada, carente, com mania de compras e concentra tudo no meu namordo, já que a outra filha mora em outro estado. Estamos comprando uma casa, porém se pretensão de data para casar/morar, contudo e percebi que ela esta chateada com isso e chegou a comentar com minha cunhada. Desde então nem consigo conversar com ela direito, sinto ela como uma Inimiga. Frequento a casa dela, mas não tenho a mesma intimidade de sempre ela me trata bem e ate pucha meu saco, mas estou p da vida com ela. O que fazer?

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Querida Janaína, você não está sendo muito dura com a sua sogra? Você mesmo disse no início de seu comentário que ela é uma pessoa boa.

      Você está se deixando afetar por coisas que, definitivamente, não são da sua conta. Você diz que está irritada por que ela é: “separada, carente, mania de compras e concentra tudo em seu namorado”. Primeiro: por que você está irritada por que ela é carente e possui mania de compras? O que isso tem a ver com você? Você está se deixando envolver emocionalmente com algo que não tem nada a ver com você. Isso pode ser defeitos da sua sogra, mas todo mundo tem defeitos e certamente você também tem. Você não deveria se deixar afetar por defeitos dela.

      Outro ponto: se ela concentra tudo em seu namorado é por que ele permite esse tipo de comportamento. Quem precisa dar limites a ela é o filho dela e não você. Aliás, você, na verdade, não tem nada a ver com isso. Isso é uma questão de mãe e filho. Se tem alguém que tem que resolver algo é ele. Só é péssimo se isso afetar demais o seu relacionamento com ele. Mas mesmo assim, quem deve resolver isso é ele.

      De acordo com o seu relato, a meu ver, você precisa treinar um pouco mais a sua tolerância. É Um comportamento bem normal que sua sogra se sinta chateada com essas mudanças na vida dela, visto que, como você mesmo descreveu, seu namorado é o único filho dela que mora mais próximo. É Só você fazer o que vocês tinham planejado, não mudar e não se envolver tanto com essa profusão de sentimentos que sua sogra está sentindo.

      O que tem ela comentar com sua cunhada isso? Por que isso lhe afeta tanto? Oras, deixe que sua sogra fale o que quer com quem quer. Você não deveria se deixar afetar com isso, pois, afinal de contas, seus planos já estão traçados e vocês não vão mudá-los.

      A meu ver, você precisa ser mais tolerante, tratá-la bem – sem exageros na intimidade e continuar a conviver com ela numa boa. De acordo com as suas próprias palavras: “ela é boazinha” e pelo que você descreveu não acho que ela fez nada tão grave. Treine a sua paciência, irreleve mais as coisas e não se envolva tanto com essas coisas que ela vem sentindo. Isso não é da sua conta. Da sua conta é só a sua relação com seu namorado. Cuide disso.

      Querida, espero tê-la ajudado.

      Beijoconas.

      Mulher Digital.

      Responder
  9. Cristina

    Minha sogra é gente boa, mas eu estou cansada de ir semanalmente em sua casa (ou ela vim aqui em casa).
    Se esses encontros fossem uma vez por mês (o que eu ainda acho muito) poderia estar menos inconformada.

    Apesar de não ter queixa contra ela, eu não gosto.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Cristina,

      O seu problema com sua sogra pode ser resolvido com um simples diálogo com seu marido sobre a frequência que vocês a visitam. Você mesmo relata que não possui nenhuma queixa sobre sua sogra. Então, se o problema é visitas frequentes, converse e encontre uma boa quantidade de tempo que seja boa para você e seu marido!

      :P

      Beijoconas.

      Mulher Digital.

      Responder
    • Dio

      Eu também me sinto assim.Ela vem aqui em casa. E moro com o meu pai e meu namorado veio morar conosco e a sogra vem e toma conta da casa como se fosse dela usa ate as minhas roupas eu e meu namorado trabalhamos o dia todo e meu pai tem que sair de casa por sentir constrangido de ficar sozinho com ela tenho vontade de pedir para o meu namorado que a mande embora mas tenho muito medo de que ele se ofenda sinto -me invadida na minha propria casa não sei o que faço!

      Responder
  10. Patrícia

    Boa tarde, gostaria de ouvir outra pessoa nesse meu caso. Meu noivo convive muito aqui na casa dos meus pais, pois nem eu nem ele no momento estamos trabalhando e ficamos resolvendo pendencias daqui de casa! Assim que meu noivo chegou aqui, foi logo falando pra minha mãe sobre o tempo que se deve trocar uma bucha de lavar prato, ensinando um monte de coisas de limpeza, que minha mãe ja faz, mas não do jeito dele! Se minha mãe se deita com sandalia na minha cama, mesmo que não encoste no colchão, ele reclamou, minha mãe está se sentindo invadida! Eu ja falei com ele, que ele está na casa dos meus pais, e tem que se moldar aos costumes e habitos daqui! Ele eh desse tipo que ve uma coisa e não consegue ficar calado! Qnd minha mãe chegou pra conversar comigo e dizer que ela e meu irmão estavam incomodados com algumas coisas que eles estava fazendo, fui conversar com ele, que se chateou, veio buscar as coisas dele que tavam aqui, e foi pra casa dos pais dele onde ele mora sozinho! e disse que também tem coisas que minha mãe fala e ele não gosta! Estou detestando essa situacão, fora isso eles se davam super bem, apesar de algumas vezes discordarem em alguns pontos(minha mãe sempre quer que td mundo concorde com ela). Gostaria de uma resposta! Abracos

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      QUERIDA PATRÍCIA,

      Para tentar responder você e muitos outros leitores queridos que compartilham o mesmo problema, eu fiz o post seguinte. Acesse:

      http://www.mulherdigital.com/problemas-sogra-relacionamento-saudavel/

      Claro que, cada caso é um caso. Que esse post não é a verdade absoluta. Que parte de minha experiência de vida.

      Espero que lhe ajude. ;)

      Beijoconas.

      Responder
  11. Carolina

    Olá, li alguns casos e gostei muito desse site, resolvi me abrir para ver se a MulherDigital pode me dar umas dicas para me controlar a respeito da minha sogra.
    A minha sogra é uma pessoa muito boa, é na dela, mas por eles morarem perto da minha casa, o meu esposo qualquer coisa envolve os pais nos problemas dele, e sempre vai lá sozinho. A um tempo atrás meu esposo passou por uma pequena cirurgia, eu queria até sair do serviço mais cedo para ajudá-lo, pra ficar com ele, mas ele disse, não precisa minha mãe pode ir comigo, ou seja, eu me sinto uma inútil na vida do meu esposo, porque quando ele precisa de alguma coisa ele conta sempre com a mãe dele, não precisei me preocupar em fazer comida para ele no pos operatorio porque ela levava para ele e ate falou para ele passar o dia na casa dela já que ele estava de férias. Resumindo, isso me incomoda muito pois eu quero fazer as coisas para o meu marido, mas ela por não trabalhar sempre está ajudando ele quando eu queria estar, acho que o que mais me incomoda é essa substituição que meu marido faz, tipo a não problema que você não pode ir, minha mãe vai, eu não queria que fosse assim, o que eu posso fazer para conviver bem com isso?

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Carolina, querida,

      Pelo seu relato, parece que sua vida de casal se extende para a vida da sua sogra. Desculpe se eu estiver errada. A primeira pergunta que faço: seu marido sabe desse seu incômodo sobre a excessiva presença da mãe dele? Por que muitas pessoas reclamam do cônjuge, mas, muitas vezes, o outro não sabe exatamente o que está acontecendo e acham que a situação é normal. Afinal, ninguém falou que não é. Você precisa verbalizar com educação e jeitinho essas coisas para o seu marido, mas sem querer mostrar que quer afastá-lo da mãe. Precisa deixar bem claro que o intuito é que você sente falta de participar de algumas coisas da vida dele.

      No caso específico de doença, não tem jeito. Acaba que a família toda, especialmente as mães querem ajudar. Esse comportamento é normal. Pense que ela também fica preocupada com o seu marido que fez cirurgia. Toda mãe é assim e fica querendo cubrir o filho de zelos. A questão é: até onde o seu marido permite que a sua sogra participa? Ele preferiu que a mãe cuidasse ao invés de você sair do trabalho, talvez, para não lhe atrapalhar. Talvez, ele ache que isso seria um esforço enorme e como a mãe dele tem mais disponibilidade de tempo, o melhor a fazer era recorrer a ela.

      Você precisa exteriorizar essas questões para ele, mas sem ser chata. Como um casal adulto que dialoga sobre suas questões.

      Recentemente, escrevi um artigo que ajuda a pensar sobre isso. Acesse:

      http://www.mulherdigital.com/problemas-sogra-relacionamento-saudavel/

      Espero tê-la ajudado.

      Beijoconas. :)

      Responder
  12. Odara

    Bom dia, achei a matéria bastante pertinente. Gostaria de relatar algumas coisas no meu relacionamento com sogra. Namoro um rapaz mais novo do que eu e que é bastante ligado à família. Ele tem 28 anos, eu 34. MInha sogra é uma ótima mãe para eles, embora eu ache que eles possuem um relacionamento meio grudento, diferentemente do que vi até hoje na minha vida. Fazem programas a três sem convidar ninguém (almoços em lugares bacans, por exemplo), viagens, enche os dois irmãos de presentes, até o sanduíche do café da manhã ela faz. E eles têm quase 30 anos. Mas enfim, isso é na casa dela e não posso me intrometer. Entretanto, por duas vezes, quando estivemos sozinhas, ela começou a falar sobre relacionamentos que não deram certo: o primo do meu namorado que terminou o namoro pois a namorada mais velha que queria casar, a outra filha da amiga que também queria casar e o namorado não… Enfim, já chegou a dizer que meu namorado só ia querer casar em alguns anos. Fala sobre eu comprar um apartamento como se eu estivesse de brincadeira namorando o filho dela, como se não tivéssemos plano nenhum. Sinceramente, acho bastante desagradável esse tipo de papo, até porque do lado do filho dela ela não vem com esses assuntos. Na última vez em que ela falou isso, conversamos normalmente, mas no fim do papo me deu uma tristeza, quando eu estava em outro canto bebendo água meu namorado chegou perto e me viu um pouco tristonha, viu que eu tinha vontade de chorar e perguntou sobre o que havíamos conversado, mas eu não revelei na hora. Não sei se ela sabia, mas há pouco mais de uma semana eu e ele havíamos conversado sobre como estávamos em épocas diferentes da vida, como eu queria algo mais sério, e para ele só namorar era bom. Aí vem a sogra e começa esse papo todo em um sábado de sol. Acho que ela gostaria que eu terminasse com o filho dela. Ela me trata bem, mas esse tipo de assunto é bastante desagradável. E meu namorado sempre acha que a mãe está certa, embora da última vez, quando ele me viu triste, disse “quem sabe da minha vida sou eu”. Esse tipo de atitude dela faz com que eu não tenha vontade de encontrá-la.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Odara, querida,

      Que situação chata, hein?

      Primeiro: o relacionamento que os filhos possuem com a mãe é coisa deles. Só vai envolver você se, em algum momento, essas coisas que ela faz para o filho influenciar no relacionamento de vocês. Será que influencia?

      Sobre a sua sogra, acredito que você precisa aprender como colocá-la no lugar, educadamente e com jeitinho. Você é quem não pode permitir esse tipo de coisa. Quando ela começar a falar de ex, por exemplo, diga com jeitinho que isso faz parte do passado do seu ex-namorado e que você representa outra história na vida dele. Não leve tão a sério as coisas que ela fala. Deixa para lá e tente não se importar também. A gente sabe que a família pode querer muitas coisas, mas quem faz a própria história é o casal. Mãe tem essa mania de projetar expectativas em cima do relacionamento dos filhos. Você precisará ter jogo de cintura para lidar com isso. De acordo com o seu próprio discurso, ela trata você bem. Então, isso já é um sinal que ela gosta de você.

      Outra coisa importante: abra mais com o seu namorado, construa um relacionamento bacana, seja amigo dele. A questão do casamento é a seguinte: cada um possui o seu tempo, mas não quer dizer que ele não pensa em casar com você. ÁS vezes, ele possui alguma insegurança, medo, não se sente preparado. Só de vocês pensarem diferentes nesses termos é sinal que vocês precisam conversar mais, se conhecer mais.

      Espero tê-la ajudado, querida. :)

      Responder
  13. Silvania

    Gente essas aulinhas é demais me ajudou muito, sempre que puder mande mais algumas dicas porque a minha é uma benção para não desanimar a quem esta lendo! Entenderam não é?
    Mas sem brincadeira para que exista essa convivência a nora ou o genrro tem que ser muito artista viu!
    Porque o situaçãosinha mas trabalhosa é essa tal de agradar quem só vive lhe mordendo, parabéns essas dicas são um sucesso até mais.

    Responder
  14. Joadir

    Gostei da materia, mas não consigo me entender com minha sogra as vezes e chato demais e me irrita.

    Responder
  15. Katia

    Olá

    Antes de eu engravidar ja não dava bem com minha sogra depois que engravidei de 11 anos junto a coisa piorou, pois no começo da gravidez ela achava que era menina e ate tentava ser cortez comigo agora que sabemos que é menino e estou de 5 meses ela nem se quer deu o trabalho de pergunta qual vai ser o nome do bebe. E como minha mãe que anda ajudando com o enxoval pois ela nem para dar um par de meia deu ainda se eu comento alguma coisa ela pergunta com tom ofensivo se o que minha mãe deu e de qualidade.Quando vou lá me sinto desgastada e chego em casa passando mal e sinto que o bebe fica muito agitado eu tento fazer de tudo para não frequenta a casa dela pois sei que isso faz mal para o bebe.
    Sem conta de que uns tempo para cá ela anda inventando doença só que para niguem toque no assunto do bebe. Gostaria de alguma ajuda pois estou a ponto de esplodir

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      KÁTIA,

      Você está se importando muito com o que sua sogra está pensando. Ok, se vocês não se dão bem é uma situação muito delicada. Geralmente, não queremos ficar frequentando a casa da sogra quando a relação é conturbada, mas você não tem que ficar pensando o que ela está achando ou deixando de achar sobre a sua gravidez, o seu bebê, sobre o presente que alguém deu para o seu bebê. Ignore isso, querida. Está parecendo que você precisa da aceitação dela. Você não precisa da aceitação dela para ser feliz. Você já está com quem você ama há 11 anos e está com um lindo bebê. Não se importe ou fique gastando sua energia com o que sua sogra pensa ou deixa de pensar. Concentre-se no seu relacionamento, na sua vida, no seu bebê.

      Vá visitá-la como de praxe para fazer o “social familiar”, ignore qualquer provocação e continue centrada nas suas coisas. Eu sei que é difícil não se sentir nervosa, mas fique melhor consigo mesmo e deixe pra lá qualquer coisa que envolva sua sogra. Afinal de contas, sua felicidade e sua vida não depende necessariamente dela. Seja feliz, querida!

      Beijinhos. ;)

      Responder
  16. Ana Maria

    No meu caso, minha nora e louca. Trato-a com todo respeito, mas ela não o faz. Lamentavel o fato de varias noras hoje em dia simplesmente odiarem sogras pelo simples prazer de fazer o mal. Essas noras se esquecem que mãe e mãe a vida toda, esposa…nem tanto, pois casamento pode acabar, a idade chegar e filho acordar do mal que a nora faz, e descobrir outra mulher mais interessante.

    Nem todo problema esta na sogra, muitos estão nas noras também.

    E muito do que as noras acham que e interferencia, não e. Ela simplesmente quer ajudar o filho, ja pensaram por este lado, noras?

    Mas tudo na vida passa, as noras de hoje no futuro serão sogras. Seja uma nora bacana, e conquistara ainda mais seu marido. Seja uma nora ma, e recebera em dobro no futuro.

    Não e maldicão, mas acão e reacão. Tudo que se faz, volta para si mesmo.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Ana,

      Verdade. Nem todo o problema é gerado exclusivamente pela sogra. É Errado pensar que só as sogras geram problema na relação nora/sogra ou genro/sogra. Realmente, sogras são mães a vida toda. É Preciso que ambas identifiquem os problemas da relação e se comprometam em ter uma relação mais saudável. O mais importante é que o respeito norteie sempre. E que as pessoas estejam abertas a ter uma relação melhor. Com o passar do tempo, é possível que tudo melhore. :)

      Responder
    • Natália

      Eu acho errado, Pois tenho 21 anos que estou com meu marido, nos casamos muito cedo eu com 16 ele 18 então fazendo as contas já estamos mas tempo juntos do que com nossas famílias. O mal é a sogras acharem que terão total controle sobre o filho, pelo resto da vida minha sogra, ou melhor tive problemas com a família quase toda sempre ela queria me afrontava, mas sabe de uma coisa o cabeça da casa é o homem não a mãe dele, ela me fez tanto mal que hoje não finjo nem pra ele nem pra ela se quiser assim bem senão bjos e tchau.E pra variar ele não quer abrir mão de nenhuma.

      Responder
  17. Maria

    Dentro de uma ótica necessária a respostas, fiquei satisfeita com algumas partes, por outro lado, não supriu a real de saber realmente como (LIDAR).A parte que indica a infantilidade da sogra é a que mais se assemelha ao que eu gostaria de ver explicado ou seja: me acho infantil ao ponto de não entender que já foram e o pior, não me necessitam mais…poderia dar dica de como amadurecer a ideia da separação…

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Maria,

      Realmente, um texto rápido como esse não dá para suprir todas as necessidades sobre como lidar com a sogra. Concordo com você. Especialmente, porque cada caso é um caso e porque cada situação necessita de maneiras de lidar específicas. Esse é um aparato geral, considerando a maioria dos problemas que as pessoas possuem. Eu não entendi bem as dicas que me pede. Será que poderia exemplificar melhor? Bem, de toda maneira, acredito que a terapia pode ser um caminho para se conhecer melhor, para amadurecer e para lidar melhor com tudo aquilo que incomoda. O que você acha?

      Equipe Mulher Digital

      Responder
  18. Cristiane

    Nossa não sou a única a ter problemas com a sogra… Sou casada faz 4anos, e desde que voltamos da lua de mel era obrigada a receber ligação da minha sogra as 8hs da manhã, mas comecei a dar indiretas que adorava dormir de domingo e ela parou. Mas quando fiquei grávida e tive de fazer repouso era obrigada a receber ligações diárias dela e passar por un interrogatório sobre td que tinha feito. Chegava a chorar quando via que era ela ligando. Agora faz uns 2 meses que falei pro meu esposo que nossa familia era eu ele e nossa filha e que não temos que deixar ninguém se intrometer na nossa vida, mas sinto que ela liga sempre pra saber td que fazemos e que tenta impor as vontades dela na nossa vida. Não sei como agir outro dia estávamos falando sobre algo que não era ela e ele disse o que você tem contra minha mãe, aí não aguentei falei que não tinha nada contra ela mas que sozinha na casa dela eu não ia mais pois estava cansada de ouvir indiretas. Difícil viu só não entendo porque mãe só de homem é tão difícil, tenho amigas que a sogra tem filha e são ben diferentes…

    Responder
  19. Uli

    Passei mal de madrugada na casa da minha sogra. Meu namorado me ajudou. Passei quase um mês internada e minha sogra nem pra ligar. Saber como estou. Difícil. Eu sempre tentei agrada-la.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Uli,

      Obrigada por compartilhar a sua história no site MULHER DIGITAL! Realmente, uma situação delicada o que passou. É Preciso se questionar também se já havia costume de uma ligar para a outra. ÁS vezes, isso não existia e pode não passar a existir mesmo com essa situação. Ou, então, a sua sogra quis respeitar a sua privacidade enquanto estava internada e não incomodar. Deixe esse fato para trás! Não se apegue tanto a um acontecimento! Isso, geralmente, faz sofrer muito. Continue convivendo com ela numa boa, aproxime-se, esteja aberta para a boa convivência!

      Equipe Mulher Digital.

      Responder
  20. Camila

    O meu caso é complicado minha sogra não teve filha mulher e eu sou a única nora dela que teve filha mulher pois a outra esta grávida e é um menino. Meu marido e eu ficamos separado por 2 meses, e a menina fica na casa dela porque eu trabalho, mais estou me estressando e muito pois ela é uma pessoa muito possessiva, ela diz que a minha filha é como se fosse dela, que ela ama mais que EU. Agora eu e o pai dela nos reconciliamos e vamos morar juntos, só que eu ainda estou morando na casa do meu pai, e tudo que acontece com a menina é por causa da casa onde estou, o mosquito não pode morde, não pode pegar vento entre outras coisas. Não estou mais suportando.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Camila,

      Obrigada por compartilhar a sua história, a sua experiência! Realmente, é muito complicado quando as relações de convivência são tensas. Mas, mesmo ela sendo possessiva e sua filha permanecendo na casa dela enquanto você trabalha, de acordo com o que você descreve, lembre-se que você é a mãe. É Preciso que fique claro o papel de cada um na família. É Muito comum quando ocorre de filhos ficarem com vós/vôs ter uma disputa por autoridade. É Muito importante para qualquer família que cada um saiba o seu lugar. Outra coisa importante é se importar menos com o que os outros falam sobre a sua filha. A conversa é uma boa maneira de fazer tudo funcionar. Converse, estabeleça regras, faça acordos e trabalhem a privacidade, mesmo morando com os pais. É Um grande desafio, mas é possível uma convivência harmoniosa. Uma terapia pode lhe ajudar a se conhecer melhor e estabelecer melhor o diálogo, limites! Há a opção também de terapia familiar, caso o diálogo entre todos for muito desafiador. Não desista de ter uma família harmoniosa. Força!

      Equipe Mulher Digital

      Responder
  21. Julia

    Olá boa tarde meu problema é que eu trabalho com meu pai na casa dele, e meu marido tem 2 folgas semanais quando ele está de folga ele vai pro meu trabalho e fica mechendo no carro o dia todo, meus pais ficam implicando com ele, mas não falam com ele, apenas comigo, se sentem incomodados, minha mãe nem se fala, ela fica falando no meu ouvido o tempo todo que ja não aguenta mais ver ele sempre toda semana na casa dela mechendo no carro, implica com ele por ele ficar mechendo no carro. Eu já pedi pra ele ficar em casa em vez de ir pro meu trabalho mais ele não me ouve, ele ja teve depressão séria quase morreu, ele é carente sinto pena dele, e meus pais por ele ter tido essa depressão séria ficaram com raiva dele, meu pai parou de dar atenção, conversar com ele, antes eram super amigos, me sinto tão triste, eu preciso desse emprego não tenho outro em vista. Minha mãe tudo invoca e implica com ele parece que ela acha que ele é um maluco só porque teve depressão. Ela diz ja levou ele no medico? Ele não para de mexer no carro isso não é normal, enfim não sei o que fazer, podem me ajudar me dando alguma dica. Obrigada!

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Júlia,

      Os pais normalmente possuem boas intenções. O diálogo é sempre o melhor caminho para resolver problemas na relação. Expresse para seus pais a sua tristeza com relação à implicância ao seu marido e peça para que eles exponham os motivos para isso. Deixe claro que você respeita as opiniões deles, mas deixe claro que certas decisões da vida envolve só você e também que eles precisam respeita-lo. Afinal de contas, essa “implicância” não é nada respeitosa. Ao mesmo tempo, encontre maneiras de tranquilizar a sua família sobre a situação do seu marido (depressão). É Claro que são apenas algumas sugestões porque, de fato, é cada pessoa que encontra caminhos para resolver as suas próprias questões.

      A terapia em conjunto ou individual (para você e o seu marido) também poderia ajudar a vocês a encontrar caminhos interessantes para esses problemas familiares.

      Esperamos que encontre o caminho para resolver os seus problemas! Boa sorte!

      Equipe Mulher Digital

      Responder
  22. Lailate

    Minha sogra me insulta. O filho já teve 3 mulheres. Quando me conheceu estava tudo bem. Agora anda de festinhas com a ex do meu namorado. Não sei o que fazer.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Lailate,

      Obrigada por seu comentário!
      O mais importante é nunca responder um insulto com outro insulto. Isso normalmente não contribui em nada e só piora a situação. Outro aspecto importante é que quando uma pessoa nos insulta, normalmente isso nos causa uma raiva incontrolável. Essa também é resposta ruim ao insulto. O mais importante é trabalhar a raiva dentro de você. Tente se controlar. Você vai ver que vai passar.

      Tratar com indiferença e ignorar a situação são as formas mais poderosas de responder a um insulto. Agir dessa forma demonstra que o insulto não lhe atingiu. Mas, algumas vezes, pode ser necessário ser assertiva e responder alguma provocação de maneira educada. Não dá para dizer porque cada caso é um caso.

      Quando isso ocorrer, tente avaliar a situação e entender o que levou a isso. Há algum comportamento seu que contribuiu para isso? É Algo gratuito? Dialogue com o seu marido quando ocorrer. Normalmente, isso ocorre na frente dele?

      Sobre a ex, não se importe com isso. A sua sogra pode conviver com quem ela quiser e gostar de quem ela quiser. Não há como você controlar isso. É Preciso lidar com isso. Não sinta ciúmes. A ex não representa uma ameaça ao relacionamento. Afinal de contas, o seu marido está com você e estão felizes juntos. Concentre-se nisso e não pense em ex-relacionamentos.

      Lembre-se que você e seu marido não precisam da aprovação dela para serem felizes! O amor é construído cotidianamente! Trabalhe para que tudo fique bem dentro de você, especialmente trabalhar emoções negativas com relação a tudo isso. A terapia com um psicólogo pode ajudar a lidar melhor com a situação.

      Boa sorte!

      Equipe Mulher Digital

      Responder
  23. Elane

    Minha sogra é folgada! Quando vem pra minha casa não me ajuda em nada, não lava louça, não varre a casa, não faz comida mas és primeira a ir na cozinha comer, não me ajuda em nada mesmo. Nem na dispensa. Passa o dia todo na frente da televisão e eu nem assisto o que eu quero. Só ela toma de conta do meu sofá e da TV. E ainda não gosta de mim. Aff O que faço para essa pessoa inconveniente.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Elane,

      Se você precisa de ajuda com tarefas domésticas, por que não solicita com educação para a sua sogra? Muitas vezes, a pessoa não pega para fazer porque fica com receio de incomodar, já que muita gente não gosta de ser incomodada quando está arrumando a própria casa. Se a ideia é pedir ajuda, não deixe de fora o seu marido também! Todos podem ajudar nas tarefas domésticas. Sobre a sua sogra ver TV, o que esperava que ela fizesse? Onde esperava que ela ficasse? A sala é o lugar que normalmente as visitas permanecem mais tempo. Você precisa se perguntar se ela realmente está ultrapassando alguns limites na relação ou se há algum sentido de implicância de sua parte. Conviver com a sogra, com qualquer pessoa é um aprendizado constante e exige esforço.

      Espero tê-la ajudado.

      Equipe Mulher Digital

      Responder
  24. Fernanda

    Oi minha sogra mora na Bahia, tenho 4 anos e namoro e 2 de noivado. Vamos casar em agosto de 2017. Sempre eu e meu noivo nos vemos só nos fins de semana. E quando ela vem e no fds, ele me pega um dia e no outro me esquece, nem liga. Ela quer ser o centro das atenções, fica me falando já 3 vezes – se é isto mesmo que eu quero, que casamento não é brincadeira, parece que não quer que casa.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Fernanda,

      Obrigada por seu comentário. A sua sogra vem tão pouco ver o filho. Um ou outro fim de semana não deveria ser um problema. Afinal de contas, vocês não deixam de se verem por ela estar aqui. Observe que a postura de querer estar com ela é do seu noivo, mas você coloca a culpa na sua sogra. O seu noivo escolhe passar mais tempo com ela quando ela está o visitando. É Natural quando as mães moram longe dos filhos, querer ficar perto deles, o máximo que puderem quando estão visitando ou os recebendo em casa. O que exatamente você vê errado nisso? Não será você que quer a atenção toda para você? Já que sempre está nos fins de semana com ele e quando a mãe ele vem visita-lo, possui dificuldade em dividir a atenção dele com ela? Bem, faça essas perguntas a si mesma. Se ainda acha que o seu noivo precisa ficar mais tempo no fim de semana quando a sua sogra está aqui, estabeleça um diálogo sobre o assunto com ele. O diálogo deve ser comum na relação do casal para resolver todos os problemas.

      Sobre as perguntas que a sua sogra faz, não leve isso tão a sério. Talvez, ela pergunte porque considera vocês novos demais para casar. Por que possui receio do relacionamento do filho dar errado. Não há como saber o que ela pensa. A decisão de vocês casarem não já está tomada? Então, não deveria se incomodar tanto com essas perguntas. Responda educadamente e não fique centrada nisso. Vocês já vão casar, não é mesmo?

      Lembre-se que com o casamento, a relação com a sua sogra não some. Conviver bem com qualquer pessoa exige paciência, esforço, tolerância, respeito.

      Espero tê-la ajudado.

      Equipe Mulher Digital.

      Responder
  25. Monique

    Eu e minha sogra nos damos super bem. Ela na casa dela e eu na minha. Agora meu marido e minha mãe se dão super bem.

    Responder
  26. Ana Paula

    Sou casada à um ano, e moramos do lado da minha sogra.Nossa relação não é uma das melhores, de vez em quando brigamos.Ela é muito inconveniente, vive fazendo intrigas, e não sai daqui de casa.O que mais me chateia e ela achar que meu marido é Obrigado a pagar as contas dela sendo que ela recebe um salário de viúva. As vezes ele deixa de pagar as contas de casa pra pagar a dela.Não sei mais o que fazer, eu não consigo reclamar nada pra ele com medo dele ficar chateado.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Ana Paula,

      O casal precisa aprender a se comunicar. O diálogo é fundamental para o sucesso da relação. Realmente, não é simples expor aquilo que nos incomoda, mas é preciso falar com o seu parceiro aquilo que perturba, ter uma conversa aberta. Revelar os sentimentos é um desafio. O importante é saber como falar, não desrespeitar ninguém durante a conversa (isso serve para ambos). Explicite o que lhe incomoda, ouça o que o seu marido tenha a dizer a respeito e tentem chegar em um entendimento sobre a questão.

      O propósito de discussões desse tipo é buscar a solução. E nem sempre corre bem. Mas, se você deixa passar muitas “coisas” lhe incomodando internamente, os problemas poderão ficar ainda maiores no futuro. O diálogo ajuda a construir e manter um relacionamento amoroso e saudável. Comunicar na relação é fundamental!

      Equipe Mulher Digital

      Responder
  27. Antonio

    Estava pesquisando algumas coisas sobre relacionamento com a sogra e acabei parando aqui rs. A minha situação é muito chata. Moro com a mãe da minha esposa. Ela abusa muito no sentido de tarefas domésticas, não faz nada e joga tudo nas costas da filha e até de mim (ela não fala explicitamente, mas eu percebo). Nós ajudamos muito, mas ela parece não ver. Pra ela nunca está bom. Ela parece ter raiva da minha esposa (sim, de sua própria filha) e parece gostar mais de sua outra filha que mora com seu pai em outra cidade, e também puxa o saco de seu filho mais novo. Minha sogra é muito áspera, não mede as palavras antes de soltá-las. E isso mágoa tanto minha esposa quanto eu. Sinceramente, só não saímos ainda desta casa por questões financeiras pois eu estou desempregado e minha esposa trabalha apenas com algumas vendas. Eu queria alguma ajuda. Já tentei conversar, mas nunca tenho coragem pra resolver, pois vivo debaixo do teto alheio.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Antonio,

      Veja bem! Aqui, através do seu relato, eu possuo apenas um ângulo da história. Uma versão. Portanto, eu respondo a partir disso e pode ter outros “olhares” sobre esse assunto a partir do ponto de vista da sua sogra que não estão aqui.

      Realmente, é uma situação muito difícil e exaustiva. O mais importante é você intensificar a sua procura por emprego. Mesmo que você não saia da casa da sua sogra, só de você estar trabalhando, muitas vezes, ajuda muito a lidar com essas situações. E, ás vezes, as implicâncias até diminuem. Você e sua esposa precisam se apoiar mutuamente para passar essa fase tão difícil.

      Sobre essa característica de parecer que “as coisas nunca estão boas”, em geral, é algo que muitas mães possuem. Sobre as palavras ásperas, por que a sua esposa não indaga o motivo de ela estar falando assim com ela? “- Mãe, por que está falando assim comigo? ” O importante é vocês não responderem aspereza, grosserias com o mesmo tipo de sentimento. Sempre retribua com gentileza, educação e respeito. Geralmente, quando as pessoas possuem esse tipo de resposta com afeto. Isso não quer dizer que vocês são idiotas, mas ser gentil mesmo nessas situações pode fazer a pessoa repensar os próprios atos.

      Outro ponto é tentar aprimorar a capacidade de comunicação de vocês com ela, especialmente da filha. Ela pode indagar educadamente sobre o jeito que a mãe a trata, que gostaria de entender o motivo da rispidez. É Preciso aprender a falar de forma assertiva e educada. É Possível se posicionar de forma educada.

      Sobre as tarefas domésticas, nada mais justo que todos ajudem, já que todos moram na mesma casa, não é mesmo? É Difícil se o que você diz sobre as tarefas é muito realmente. Afinal de contas, isso pode ser bastante relativo, né? É Justo que todos ajudem na casa.

      Algo que poderia ser positivo para vocês é fazer terapia. Será que não há algum lugar mais próximo da sua casa que ofereça gratuitamente? Muitas universidades, hospitais, postos fazem esse tipo de atendimento de saúde gratuitamente. Vale a pena tentar – para você e para a sua esposa. A terapia leva ao autoconhecimento e isso pode ajudar a resolver muitas questões externas e internas.

      Equipe Mulher Digital.

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1.  Problemas com sogra: limite, diálogo entre o casal e respeito para um relacionamento saudável

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)