O estilista Jean-Paul Gaultier é conhecido, principalmente, devido aos seus projetos de moda para os shows da estrela pop Madonna.

Penteado colméia, olhos bem marcados com o delineador, sutiã visível e saia lápis – marcas de estilo da cantora Amy Winehouse – apareceram no desfile do estilista. O intuito era fazer um tributo para a cantora. A alta costura inspirada por seu estilo inconfundível.

Não é a primeira vez que ela lança moda.

Amy Winehouse na moda de Jean-Paul Gaultier

A marca Fred Perry já havia lançado algumas criações da cantora. Agora, Jean-Paul ressuscitou o seu estilo único nas passarelas, o que rendeu muitas críticas de muitos fashionistas.

O questionamento de muitos era sobre a alta costura do estilista. A necessidade da exclusividade, da distinção. Muitos consideravam que Amy Winehouse se vestia de forma totalmente desalinhada e consideraram um absurdo Gaultier trazer essa proposta para a passarela. Muitos, inclusive, o chamaram de decadente.

Amy Winehouse em Jean-Paul Gaultier

Essa crítica da elite da moda é ridícula. Não há nada de errado com a alta costura de Gaultier. Pelo visto, ele está mais interessado em trazer propostas irreverentes. Não há certo ou errado. Vale muito mais ser original e não repetir as mesmas velhas fórmulas das passarelas. É muito imaturo ignorar a experiência e toda a bagagem cultural do estilista. Esse é o meu ponto de vista.

Desfile de Jean Paul Gaultier inspirado por Amy Winehouse

A criatividade ficou por conta das cores. Jean-Paul Gaultier trouxe os anos 50-60 como tendência. Corsets, estampa de poá, cintura marca (no maior estilo pin-up), calça capri, top… Tudo muito lindo! Quem adora reviver o passado na moda, simplesmente amou. O clima vintage imperou.

A música e o estilo de Amy Winehouse revive!

Quero saber o que vocês pensam? O que acharam do estilista se inspirar na cantora? Traga o seu comentário “expert” para o MD.

 

Imagem:
Daily Mail (reprodução)

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)