As dívidas atormentam a cabeça de muitos brasileiros.

Muitas pessoas estão lutando para lidar com suas contas e querem cumprir as suas obrigações financeiras. Antes de tudo, é preciso admitir que é um devedor.

Com dedicação, esforço e planejamento, é possível criar estratégias para reduzir as dívidas.

Sair da dívida exige disposição e comprometimento e, principalmente, a capacidade de diminuir um pouco o padrão de vida. É preciso enfrentar reconhecer a situação, enfrentar o problema e agir.

O post de hoje traz alguns caminhos sobre como pagar as dívidas, pensando nessa questão de maneira global.

Pagamento de dívidas

1. Visualize as suas dívidas

Escreva e/ou digite todas as suas dívidas para ter noção real do todo. Muitas pessoas não sabem exatamente quanto deve. Anote, inclusive, as taxas de juros (e outras adicionais). Registre também o tempo estimado para pagamento. Essa é uma forma de lançar um olhar honesto para a situação.

2. Observe o seu orçamento e faça cortes

Como é o seu orçamento mensal? Quais são as suas despesas regulares? Quanto normalmente é gasto com o cartão de crédito, entretenimento, alimentação, serviços, seguros? Essa etapa é importante para você começar a visualizar as outras despesas e o que pode ser reduzido. Registre tudo e observe o que pode ser cortado. Quanto mais puder pagar, mais livre da dívida vai ficar. Dependendo do tamanho da dívida, pode valer a pena vender o carro e passar a usar o transporte público. Você pode ver que gasta muito com entretenimento e será interessante optar por formas de diversão mais baratas ou gratuitas. Cancele assinaturas de revistas, jornais. Opte por restaurantes mais baratos. Passe o telefone de conta para pré-pago. Cancele o serviço da emprega doméstica regular. Pare de comprar roupas e excessos. É preciso criar oportunidades para mais capacidade de pagamento da dívida. Lembre-se que tudo isso será por um tempo. Calcule os seus rendimentos disponíveis!

3. Renegocie a dívida e crie um plano

Com todos os dados na mão, é hora de renegociar a dívida. Tente taxas de juros mais baixas, tente renegociar valores. A maioria dos lugares está disposto a renegociar. Em muitos casos, inclusive, é possível renegociar as prestações para que fique mais fácil de pagar. O ideal é que você pague o máximo que conseguir. Com a visualização dos registros da dívida + o orçamento, você pode criar um plano de pagamento que considere a sua renda, suas despesas e suas dívida. Crie metas mensais! E, continue registrando tudo!

4. Gerar renda extra

O que você sabe fazer? Há algo que possa trabalhar no seu tempo livre para gerar uma renda por um tempo? É possível gerar renda até vendendo algo que você não precise, não use tanto ou excessos. É uma maneira de criar uma oportunidade para pagar as dívidas. Há sites de venda de coisas. Lembre-se que todo o dinheiro extra é para o pagamento da dívida. Não se iluda gastando com outras coisas.

5. Pare com as compras desnecessárias

Se você quiser acabar mesmo com as dívidas, precisa eliminar o impulso de comprar. É preciso reconhecer que não há como sustentar esse tipo de comportamento. Mude seus hábitos, revise o seu padrão de vida.

6. Não pague atrasado

Não pague as contas atrasadas e, muito menos, a dívida. O atraso gera taxas, multas. E isso significa menos dinheiro para pagar. Sem falar que isso pode gerar mais confusão financeira.

7. Faça o seu melhor!

Coloque o máximo de você na direção de acabar com as dívidas realmente. Você vai perceber o sucesso em cada etapa. Motivação do início ao fim! Pode ser difícil, mas lembre-se que é possível. É preciso atitude. Não desanime, não perca o foco! Só depende de você!

2 comentários para “Como pagar as dívidas?”

  1. Ueslei

    Muito bom!

    Responder
  2. Dalva

    Não saia deprimida de casa com o cartão de crédito. Quando ver algo interessante na vitrine conta a te 10 e vá embora. Corra de dívidas! Não vá ao supermercado com o estômago vazio.

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1.  5 erros comuns ao usar cartão de crédito

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)