O que lembra o mês de junho/julho? Quermesses em escolas, clubes, rua igrejas. Turmas reunidas para os festejos juninos. A festa junina é um costume popular que ganhou representação sócio-cultural distinta no Brasil.

As festas juninas envolvem fogueiras, tempo dos fogos de artifício, festas em estilo “roça”, sanfonas, danças, quadrilhas e comidas típicas. Na atualidade, os sentidos da festa junina são diveros: fé, devoção, organização e uso do espaço público, o universo simbólico do “junino”, construção identitária, sociabilidade e, até mesmo, uma estratégia de “folkmarketing” como analisado em pesquisas recentes por alguns estudiosos.

Origens da festa junina

As origens da festa junina são controversas. O que se sabe é que antes dos tempos de Cristo, havia festas que poderiam ser caracterizadas como juninas que saudavam a chegada do verão europeu. No século VI, o Catolicismo passa a associar ao aniversário de São João (24 de junho) e já no século XVIII introduz outros santos aos sentidos dessa festa: São Pedro e Santo Antônio [Acesse: Dia de Santo Antônio]. Na atualidade, tradicionalmente, a festa junina inicia-se no dia 12 de junho (véspera do Dia de Santo Antônio) e encerra no dia 29 de junho (Dia de São Pedro), sendo que o auge da festa junina ocorre no dia 24 de junho, em que se celebra o Dia de São João. Há quem diga que o nome “junina” vem de festas “joaninas” que se vincula ao nome João.

Origens da Festa Junina

A festa junina tem várias histórias de origem, e é bom conhecer para entender um pouco mais da cultura brasileira. (Foto: divulgação)

Quando começaram as festas junina?

No Brasil, as Festas Juninas acontecem desde 1583 e foram trazidas pelos portugueses, modificadas e (re)significadas aqui. As singularidades do festejo junino no Brasil podem ser percebidas na alimentação – com a introdução do aipim (mandioca), milho, jenipapo, leite de coco, além de ser bastante evidente em outros elementos como a música – com o forró, o boi-bumbá, a quadrilha e, até mesmo, o tambor-de-crioula em alguns locais.

A festa junina também possui outras influências! Os franceses acrescentaram à quadrilha, passos e marcações inspirados na dança da nobreza européia. Os fogos de artifícios foram trazidos pelos chineses. A dança-de-fitas que comumente acontece no sul do Brasil é originária de Portugal e Espanha.

Em cada pedacinho do Brasil, a Festa Junina possui características culturais particulares e, ao mesmo tempo, há elementos comuns a todos esses festejos. No nordeste acontecem as Festas Juninas mais famosas nas cidades de: Caruaru (PE), com lindas e coloridas roupas de festa junina, Campina Grande (PB) e Senhor do Bonfim (BA), que mobiliza pessoas de todo o Brasil.

A cultura brasileira é mesmo muito rica! Pronto para as festas juninas do Brasil afora?
“Pula a fogueira iaiá, pula fogueira ioiô, cuidado para não se queimar…”

 

Um comentário para “Festa Junina”

  1. Adrina

    Eu tive a petulância de te indicar para receber um selo. Não vale nada, não ganha brindes, mas demonstra (ou pelo menos tenta) meu apreço pelo seu blog. Olha lá no blog a história inteira. :*

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1.  Festas Juninas
  2.  São João
  3.  Decoração – Balão de Festa Junina

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)