Quem nunca terminou um relacionamento e sentiu uma tristeza tão grande que parecia dor? Dor de coração, dor de cotovelo, dor de fim de namoro

Qualquer pessoa que já vivenciou um fim de namoro possivelmente sentiu um sofrimento psicológico tão grande parecia sentir dor. Dor de fim do relacionamento é verdade? Fruto da imaginação?

Dor de amor existe! O término realmente ocasiona a dor física é o que constatou um estudo publicado na PNAS (março/2011). O estudo pesquisou o cérebro de 40 pessoas que tiveram o rompimento indesejado da relação dentro do período máximo de seis meses.

A dor possui relação com a rejeição social provocada pelo rompimento de um dos parceiros, que ativa áreas cerebrais que estão ligadas à dor física. A sensação de abandono pela pessoa amada ativa essas regiões.

A experiência da dor é muito semelhante (ou idêntica) a dor física que a pessoa sentiria se tivesse se machucado.

Fim de relacionamento dói

A pesquisa agora quer investigar como as pessoas podem reduzir essa sensação dolorosa de forma mais rápida, como os recursos da psicoterapia contribuem para o processo de superação e quais os mecanismos que estão envolvidos na cura da dor do fim do relacionamento.

Há quem diga que, para superar o fim de um relacionamento, o melhor é o tempo e o esforço pessoal em não pensar no “ex amado (a)”. Cada um cria sua estratégia de sobrevivência de términos.

O que você pensa sobre esse assunto?
Já sentiu dor de término? O que fez para superar o término de uma relação?

Imagem:
Saida Magazine

8 comentários para “Fim de relacionamento dói de fato”

  1. Ivone

    Já sofri muito quando tinha 17 anos namorei um menino 1 ano e depois ele terminou o namoro comigo, nossa aquilo era o fim pra mim, eu me lembro que na época eu trabalhava fora, quando ia pegar o ônibus só conseguia chorar, me lembrando dele todo instante, precisei até largar o emprego, qualquer música que tocava me lembrava ele aí eu chorava igual criança, fiquei em depressão, não queria fazer mais nada, só queria ficar deitada, perdi quilos, eu estava me destruindo, minha irmã me deu a maior força, me aconselhando a não ficar mais daquele jeito, porque eu era uma moça bonita e logo iria arrumar outra pessoa que realmente me amasse, demorou mais um pouco para eu acordar, mas consegui me reerguer, eu tenho certeza que o que me fez esquece-lo foi o tempo, e não ve-lo mais, até mudei de bairro, hoje sou casada com um homem maravilhoso, tenho meus 4 filhos que são uma benção, e hoje sou feliz.

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      QUERIDA IVONE,

      Estava com saudades dos seus comentários. Sei que você é uma leitora sempre participativa!

      Que lindo o seu relato, querida! O que importa é que hoje você é feliz. Na vida, sempre podemos mudar tudo e começar a escrever outra história! Que bom, né?

      Beijoconas.

      Mulher Digital.

      Responder
  2. Cleusa

    A dor do amor é realmente muito forte, principalmente se for um amor proibido!
    Sou casada, mas a 4 anos atrás conheci uma pessoa que tbm é casado é que no primeiro momento não acreditei que iriamos nos envolver, mas o tempo foi passando e a atração foi aumentando não nos resistimos e tivemos um longo caso de amor(3 anos e alguns meses) fiquei completamente apaixonada, ne entreguei por completo e foi Maravilhoso. Só que esse amor um dia teria que acabar e eu resolví sem nenhum motivo me afastar troquei o numero do celular, não troco mais e-mails, ele ainda me procura muito mas fujo! porque tenho um lar tenho filhos e não posso por tdo a perder! Ha 6 meses estamos sem nos ver, e essa dor da saudade não passa! Eu espero que o tempo me ajude! Mas é certo, a dor do amor doí muuuuuiiiito!

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      CLEUSA, QUERIDA,

      Que lindo o seu relato. Você teve que abrir mão do seu amor em nome dos seus filhos. Realmente deve ser algo muito doloroso. Certamente o tempo lhe dará boas respostas para a sua vida.

      Milhões de beijos.

      Mulher Digital.

      Responder
  3. Ledha

    Querida,

    Eu entendo que todo o rompimento é dolorido; não apenas o de um casal, mas de amigos, de familiares, etc.
    Primeiro uma auto analise, se a atitude tomada não foi injusta, se o for um pedido de desculpas, mesmo que este não gere um aproximação.
    Segundo dar um tempo para chorar, no maximo umas 24hs.
    Depois disso, sair, procurar os amigos, rir… Tudo isso com o coração doendo mesmo. E deixar o assunto do sofrimento guardado. Buscar novos horizontes.
    Isso vai ajudar a amenizar a dor. E quando você se mostra inteira a todos (mesmo que não esteja) atrai novos amigos, e muitas vezes, também aquele que havia partido.
    Bjsssss,
    Ledha
    http://Www.ledha.com.br

    Responder
    • Equipe Mulher Digital

      Ledha,

      Adorei o seu ponto de vista! Contribuiu muito para o tema sobre “fim de relacionamento”. Com certeza, é preciso “buscar novos horizontes”, como você mesma diz. A vida está cheia de oportunidades e possibilidades e precisamos aprender a colocar tudo a nosso favor e nos fazer felizes. A felicidade não depende do outro, apenas de nós mesmas.

      Beijoconas.

      Mulher Digital.

      Responder
  4. Luzia

    Dica… Só termine se tiver certeza da sua decisão pois terminei com meu marido uma relação de 8 anos anos e sofrir feito uma crianca, porém arrependi e voltei atras. Agora toda briga ele vai embora e passa alguns dias volta, já nem sofro mais pois sei que vai voltar o ruim é que vira costume e não podemos acostumar com coisas ruins

    Responder
  5. Raimundo

    Como dói chorar por uma pessoa que finge que você não existe, esse sentimento de rejeição dói muito, pois a pior coisa é você chorar por alguém que nem sente sua falta, agora eu vou tentar te esquecer de verdade, por que não adianta eu estar sofrendo em vão, por um alguém que nunca vai ter o mesmo sentimento que eu tenho!
    Mesmo não estando mais juntos, eu ainda sinto aquele sentimento forte dentro de mim, aquele desejo e anseio de ter você de novo ao meu lado, mesmo eu sabendo que isso não vai acontecer, pois como você me disse, sua decisão já foi dita… Não sei ser forte como você é, sou do tipo que não consigo guardar um sentimento ou algo que estar dentro de mim, hoje me vejo triste, meus dias me vejo só chorando e me perguntando o por que eu não fui diferente e tentar mudar.
    Ainda Amo Você, disso não duvide, pois para mim não é fácil esquecer uma pessoa que de repente se tornou a pessoa que eu me via sempre do lado, com planos, sonhos e tudo mais, isso em mim estar doendo muito, mais sabe, acho que isso servirá como aprendizado e ensinamento! Nesse momento fecho completamente meu Coração para qualquer pessoa, não vou deixar que ninguem se aproxime de mim, pois eu vejo que meus sentimentos não são importantes, já que na vida temos sempre que agir com a cabeça e não com o Coração.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)