O Natal celebrado na atualidade é um mix de velhas tradições com propostas atuais. 25 de dezembro é consagrado como a data de nascimento de Jesus Cristo. Ninguém sabe ao certo o dia que Jesus Cristo nasceu. Há diversas controvérsias. Segundo pesquisadores, o Novo Testamento não dá nenhum indício sobre a data ou ano do nascimento de Jesus. Os primeiros cristãos não tinham conhecimento sobre o nascimento de Jesus. As explicações para a origem do Natal remontam sobre as festas pagãs que eram celebradas nesse mesmo período. [Origem do Natal – Livro]

Roma incorporou em seu império os rituais e festas pagãs . As festas desse período em Roma possui origem na era pré-cristã, nos costumes pagãos, que para alguns estudiosos possui raízes escandinavas. Anterior ao período romano, no norte da Europa, os pagãos celebravam o solstício de inverno, o retorno do Sol e seus próprios deuses. Há quem diga que essas festas tinham como costume: sacrifícios humanos, sexo e consumo de comidas e bebidas específicas. O império romano converteu o legado da festa pagã na festa do Deus Saturno e fez com que esse período passasse a ser conhecido como Saturnália, que parece anteceder a data de 25 de dezembro.

A data de 25 de dezembro foi convencionada no século IV. O Papa Júlio I declarou que o nascimento de Cristo seria comemorado nessa data. Dessa forma, absorveu-se parte desses costumes e tradições da festa pagã/romana. O intuito disso era converter mais fiéis ao cristianismo. Na Idade Média, o Natal passou a ser a primeira e mais importante das festas populares. O nascimento de cristo é celebrado até os dias atuais, sendo considerado a festa máxima da cristandade. A história do nascimento de Jesus Cristo é interpretada por atores, fiéis e até pela figura do presépio. As controvérsias sobre a origem do Natal ainda persistem. Na Wikipédia, você também tem outras informações: Natal.

Hoje se celebra a união e o afeto entre os entes das famílias que se reúnem no feriado de Natal para trocar presentes, festejar, cear, cercado para muitos de diversas manifestações de carinho. O Natal passa a simbolizar Cristo e a família, sendo associado à figura de Nossa Senhora e de São José. Com isso, o Natal foi (re)significado pelas tradições católicas. Há vários costumes do Natal católico: a missa do Galo e o presépio, por exemplo.

Independente de qual denominação, o feriado de Natal é um período de celebração espiritual, festa, afeto e um marco histórico que marca a celebração do nascimento de Cristo para aqueles que seguem as referências da tradição católica do Natal. Não podemos deixar de citar que o Natal também é visto como uma possibilidade de impulso na economia devido à compra de presentes e alimentos/bebidas para a ceia. [Diálogo sobre o Natal – em inglês]

Não importa a tradição que se queira seguir, o importante é estar junto das pessoas que se amam, ser solidário com o outro e prestar atenção nos pequenos detalhes. A felicidade está nas minúcias da vida.

Queremos ouvir você internauta! E para você, o que é o Natal? Deixe a sua opinião nos comentários (abaixo).

PARA LER MAIS ARTIGOS COM A TEMÁTICA NATAL, ACESSE:

* Presente de Natal

* Os melhores presentes de Natal

* Natal – O que dar de presente?

* Presente para namorado

* Presente para namorada

* Lista de presentes que ninguém gosta de ganhar

Trackbacks/Pingbacks

  1.  Como Organizar uma Festa de Natal?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)