Nada como um lindo poema de amor para encantar o dia, os corações, colocar lirismo na vida! E quando se fala de amor, Vinícius de Moraes cai como uma luva… Impressionante como determinado autores conseguem usar e expressar as palavras exatas que muitas vezes não conseguimos verbalizar, mas explicita tudo que sentimos. Por isso esses não são pessoas comuns… São extraordinários, no mais lato sentido nos termos de Dostoiévski.

Que tal enviar uma mensagem de amor para quem você gosta? Escreve em um papel e entrega! Quem não gosta de um gesto desse? Tão singelo, carinhoso e romântico…. Ai… Ai… 

Leia o Soneto de Maior Amor:

 

Maior amor nem mais estranho existe

Que o meu, que não sossega a coisa amada

E quando a sente alegre, fica triste

E se a vê descontente, dá risada.

 

E que só fica em paz se lhe resiste

O amado coração, e que se agrada

Mais da eterna aventura em que persiste

Que de uma vida mal aventurada.

 

Louco amor meu, que quando toca, fere

E quando fere vibra, mas prefere

Ferir a fenecer – e vive a esmo

 

Fiel à sua lei de cada instante

Desassombrado, doido, delirante

Numa paixão de tudo e de si mesmo.

[Soneto de Maior Amor – Vinícius de Moraes]

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)