A velhice não é muito bem aceita socialmente.

O photoshop usado exageradamente nas imagens publicitárias, capas de revistas e afins, o excesso de procedimentos cirúrgicos e/ou estéticos realizados com o intuito de retardar a condição da velhice são os artifícios presentes no mundo atual. Essa é uma das marcas da sociedade contemporânea: as pessoas querem retardar a idade, o quanto podem.

O pior é que o coletivo social, muitas vezes, acredita na veracidade dessas imagens, na eficácia dos produtos de beleza e no próprio marketing. Parece que é algo que penetra quase que naturalmente nos nossos pensamentos. Não deveríamos conceber essas coisas de maneira tão espontânea…

Cate Blanchett na Intelligent Life: com ruguinhas, sem photoshop e linda

A revista Intelligent Life fez uma jogada ousada. Essa revista trouxe Cate Blanchett na sua última edição (março-abril/2012) sem retoques de photoshop. Tudo isso feito propositalmente. A atriz, aos 42 anos, aparece natural, crua, com suas rugas de expressão, olheiras. E ela é inegavelmente linda e charmosa com toda essa naturalidade.

A atriz aparece com um visual despretencioso, natural e com sua própria jaqueta de couro. Nada de hiperproduções, estilo passarela, ou produção de Oscar… Blanchett real.

Cate Blanchett na capa de revista sem photoshop

Essa atitude nos leva a uma reflexão sobre a necessidade de um caminho mais real nos editoriais de moda, na publicidade e afins. O mundo da moda e da publicidade estabelecem padrões de beleza que são impossíveis de alcançar. A sociedade, de modo geral, de certa maneira, legitimam esses padrões. O que nós queremos ver, gente? O “fake” (falso) ou o real?

Há movimentos sutis no mundo em defesa do real. Em Israel, por exemplo, uma nova legislação instituiu que toda imagem que a modelo parecer mais magra por causa dos retoques deve conter um aviso dizendo que foi a imagem foi manipulada. Vocês também lembram no Brasil da Campanha Dove Real Beleza?

O verdadeiro conceito está por vir? As mudanças começaram.

Imagens:
Intelligent Life, Daily Mail

2 comentários para “Cate Blanchett para a revista Intelligent Life: com ruguinhas, sem photoshop e linda”

  1. Lucy

    Espero que sim. Essas fotos manipuladas estão cada dia mais ridículas. Cate está divina. Palmas para essa atriz maravilhosa.

    Responder
  2. Maria Gilvanete

    Gostei desta matéria pois, infelizmente as fotos que nossos olhos vêem parecem que são irreais e isto se torna algo mentiroso e falso. Concordo plenamente com o que realmente somos e estamos pois a idade chega e é um privilégio nosso corpo acompanhar a idade que temos. É Preciso autenticidade em tudo.A cultura ou a ideia que o mundo requer de padrão de beleza precisa mudar. Parabéns Israel!

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)