Os seios femininos merecem todos os cuidados, e também levantam várias dúvidas das mulheres de quais os melhores cuidados a tomar. Encontramos respostas para algumas das dúvidas comuns sobre os seios.

Desodorante antitranspirante pode causar câncer de mama?

De forma alguma. Essa é uma história que circula na internet, mas nada tem de verdadeira. Na axila nem existem células mamárias. O que pode acontecer é o entupimento de algumas glândulas sudoríparas, mas isso não afeta a mama.

Um tumor pode ser causado por um trauma, por exemplo, uma pancada durante uma batida de automóvel?

Não. A batida pode formar um caroço, que, em exames rotineiros, se assemelha a um câncer, mas é benigno. Outra coisa comum é que, a partir do choque, a preocupação da mulher aumenta e, através do toque mais freqüente ou outro exame, ela descobre um nódulo que já estava lá.

Cuidados importantes com os seios femininos

Os seios femininos merecem todo o cuidado, pois as mulheres correm vários riscos ao deixaram eles expostos e sem a devida atenção. (Foto: rikkesstill.blogspot.com)

Dor, pontadas e feridas no mamilo podem indicar algum problema?

Às vezes. Normalmente a dor não está associada ao câncer de mama, e sim a processos benignos, mas se, além da dor, a paciente tiver um nódulo próximo ao mamilo, ele deve ser investigado. O mesmo vale para pontadas e feridas.

Amamentar protege o peito do câncer de mama?

Sim. Quando o bebê mama, as células mamárias ficam ocupadas com a produção de leite e se multiplicam menos, o que reduz o risco de contrair a doença.

Mamas grandes são mais suscetíveis a desenvolver doenças?

Não. Tamanho e formato não afetam em nada. O que conta são os fatores hereditários e a qualidade de vida, que inclui alimentação saudável, atividade física e consultas médicas regulares.

A atividade sexual ajuda a proteger as mamas contra doenças?

Não. O que pode proteger contra doenças mamárias é a gravidez e a lactação.

O uso de prótese de silicone pode trazer problemas à mama?

Sim. Pequenas áreas de cicatrizes podem atrapalhar e dificultar a palpação, além de provocar focos de calcificações ou nódulos, o que confunde os resultados de exames de ultra-som e mamografia. Em casos mais raros, a prótese pode sofrer rejeição do corpo ou endurecer. Nos dois casos é preciso retirá-la.

A prótese de silicone atrapalha o exame de mamografia?

Sim. A prótese reduz em 30% a área visível na mamografia. Ou seja, há possibilidade de retardar o diagnóstico de um câncer inicial de mama.

Cirurgia redutora no peito pode causar problemas futuros? Quais?

Às vezes. As cicatrizes deixadas pela cirurgia redutora podem trazer dúvida nos exames rotineiros da mama. Dependendo da técnica utilizada para a redução, a cirurgia pode futuramente prejudicar ou até impossibilitar a mulher de amamentar.

Praticar corrida pode fazer com que o peito caia?

Não, ela traz benefícios, não prejuízos. Meia hora de corrida por dia ajuda a proteger contra o câncer, porque queima hormônios. O que causa a queda da mama são fatores genéticos e constitucionais. Se sua mãe, irmã e avó têm seios flácidos, sua chance também é alta. Outro fator é o “efeito sanfona”: quando a pessoa engorda, a pele da mama estica, mas, quando emagrece e perde gordura, ela não volta ao normal. Resultado: o peito fica flácido e cai.

Fonte: Luis Henrique Gebrim, Unifesp (Folha de São Paulo)

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)