As artes marciais são excelentes como esportes e uma boa maneira de se manter em forma, mas elas realmente fazem a diferença quando são usadas na defesa pessoal. Porém, no mundo real, quais são as melhores artes marciais para equilibrar um bom preparo físico com a capacidade de se defender? Conversamos com alguns mestres de artes marciais para encontrar as melhores artes marciais para as mulheres, e a lista abaixo foi o que conseguimos atingir.

Muay Thai e Kickboxing estão entre as melhores lutas para defesa pessoal feminina

Kickboxing e Muay Thai para autodefesa concentra-se em suas versões de socos, joelhadas, cotoveladas e chutes. Essas artes marciais focam muito na velocidade de reação e agressividade, partindo para o ataque como uma forma de defesa eficiente. Artistas marciais de Muay Thai e Kickboxing praticam o condicionamento físico de qualquer parte do corpo através da repetição, principalmente para adquirir resistência contra a dor. A tíbia, por exemplo, é repetidamente danificada e reconstrói-se mais forte e mais espessa através do treinamento constante, facilitando nos golpes que usam a canela para acertar o adversário.

Karatê como arte marcial para as mulheres

Aqui, é dada ênfase especial à deflexão de ataques. O karatê tem muita disciplina envolvida no ensino dos golpes com perfeição, bem como ensinar como escapar de diferentes ameaças com golpes diferentes. Muitos dos golpes do karatê envolvem contra ataques eficientes ao adversário, e com o aperfeiçoamento dos golpes nessa arte, esses contra ataques serão super eficientes em acertar e machucar o indivíduo.

Artes marciais

As artes marciais podem contribuir não apenas para seu condicionamento físico, mas também para sua capacidade de se defender de ataques. (Foto: Park Karate)

Aikido para mulheres

Tem alguns movimentos impressionantes, mas, em sua maior parte, é baseado no princípio de que, quando um atacante ataca, ele deixa uma parte de sua defesa vulnerável. Se você, o defensor, não o atacar, você permanece invulnerável defensivamente. Não resista ao ataque dele. Use o impulso dele contra ele mesmo. A maioria dos críticos desta arte aponta que é quase impossível que o faixa-preta média pegue o soco de uma pessoa e se virar rápido o suficiente, mas isso não é verdade. Na verdade, é um movimento muito fácil de aprender e aperfeiçoar com o tempo.

Wing Chun é uma arte muito praticada por mulheres

Wing Chun Kung Fu é uma arte que favorece a rapidez em detrimento da força. O alcance mais próximo deste método favorece uma pessoa mais cbaixa, como uma mulher que se defende contra um possível estuprador, etc. Quanto mais próximas as duas pessoas, mais fácil é para a pessoa mais baixa invadir o alcance da pessoa maior, efetivamente penetrando sua defesa e tornando os golpes mais eficientes.

Jiu Jitsu para mulheres

Este é o estilo mais universal nesta lista. É um verdadeiro híbrido, incorporando elementos de luta, batidas fortes, contra ataques, retenção de estrangulamento, mordidas, travamentos, bem como a consciência do centro de gravidade do defensor em relação ao centro de gravidade do atacante. Vale lembrar que o Jiu Jitsu é diferente do Jiu Jitsu brasileiro.

Jeet Kune Do para mulheres

Bruce Lee imaginava “um estilo sem estilo”, o que parece sem sentido. Mas tente entender o conceito de adaptação. Lee enfatizou isso acima de tudo, pois o pior que você pode fazer é antecipar o resultado de uma luta. Você não deve pensar em nada além de seu ataque e sua resposta. Limpe todos os outros pensamentos da sua cabeça, ou eles vão diminuir a velocidade. O Jeet Kune Do incluem muitos elementos de várias lutas diferentes, focando muito em velocidade e preparo mental para as lutas.

Boxe para mulheres

Os boxeadores treinam em média por 4 anos para dar um golpe corretamente. Eles não têm permissão para chutar, então suas mãos são tudo o que eles têm. Os boxeadores também endurecem seus corpos religiosamente, todos os dias, para fortalecer seus músculos para resistência e durabilidade. Eles não parecem tão grandes como os fisiculturistas, mas seus músculos são tão poderosos e duros quanto os de um trabalhador braçal. Vale lembrar que o preparo físico de um boxeador é até maior do que o de um lutador de MMA, pois eles tem que aguentar mais de 10 rounds de luta, enquanto no MMA é no máximo 5.

Jiu Jitsu brasileiro

Este híbrido mistura Jiu-jitsu com arremessos e golpes em pé com o combate no solo que enfatiza a manipulação conjunta e o controle geral do oponente, efetivamente terminando uma luta muito rapidamente. Quanto maior o atacante, mais facilmente ele pode ser manipulado, usando seu centro de gravidade contra ele e forçando-o a uma submissão. Uma vez no chão, a primeira coisa que o jiu-jitsu brasileiro ensina é apoderar-se de um membro e quebrá-lo em uma articulação ou nocautear o adversário em um estrangulamento, por exemplo.

Método de luta Keysi

O método Keysi quase não tem chutes. Ele prospera em combates extremos perto de cada arma que o corpo pode manejar rapidamente em um espaço tão pequeno: punhos, cabeça, joelhos e especialmente os cotovelos. Há apenas uma posição para saber. É projetado para atacar com os cotovelos e punhos martelados, que são muito mais poderosos e devastadores do que golpes diretos, porque eles empregam toda a parte superior do corpo no golpe. Este é um estilo híbrido usa elementos do Jiu-jitsu, Aikido, Jiu-jitsu brasileiro, Wing Chun, e Jeet Kune Do.

Krav Maga para mulheres

Incorpora socos de boxe ocidentais, chutes e joelhos de karate, wrestling, luta greco-romana, Jiu-jitsu brasileiro, Jiu-jitsu, e elementos do Wing Chun. Esta é uma defesa/ataque simultâneo: em vez de bloquear um ataque e, em seguida, entregar uma resposta, você bloqueia o ataque e entrega uma resposta ao mesmo tempo. Também há um foco para ataques a partes do corpo vulneráveis como os olhos, garganta e virilha. A ênfase também é colocada no desarmamento de atacantes com facas e revólveres, e usar essas armas contra o atacante. Também consiste exclusivamente na coordenação mão-olho, até que a defesa se torne uma segunda natureza e não requer pensamentos. E um bom instrutor de Krav Maga pode ensinar tudo isso a qualquer um, independentemente da habilidade atlética, em apenas 3 a 6 meses.

Quais artes marciais vocês praticam? Quais recomendariam para uma mulher praticar?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)